O que é Email Marketing?

O email marketing é uma maneira de chegar direto aos consumidores através do uso de correio eletrónico (email). Ao contrário de SPAM, o email marketing direto quer comunicar com aqueles que manifestam um interesse direto nas áreas do seu negócio. A informação é então enviada mais como um míssil de alto foco, do que uma bomba: seja o que for que está a vender, é uma excelente maneira de chegar a centenas de potenciais clientes diretamente a um custo relativamente baixo, comparativamente a outras formas de publicidade ou exposição mediática.

O email marketing transporta a sua mensagem empresarial de uma maneira agradável, através do uso de imagens, gráficos e textos, links, diretamente a pessoas que poderão não ter ouvido falar na parte comercial do seu negócio, mas manifestam interesse nas áreas que aborda. Assim, quando realmente percebe o que é email marketing e qual o seu objetivo, pode começar a tirar o maior partido possível deste.

Vantagens de usar Email Marketing

O email tem um alcance grande.

As redes sociais são muito conhecidas e populares no uso do marketing devido aos seus grandes números de usuários – com o Facebook a ultrapassar o 1 bilião e o Twitter com 250 milhões. O email marketing conta com cerca de 4.9 biliões de pessoas em 2017, número que cresceu desde 2013, onde tinha 3.9 biliões. Isto não só nos mostra que o email marketing tem uma audiência gigantesca, como não está perto de acabar – pelo contrário, cresce.

O email entrega a sua mensagem.

Se perguntar a um marketer que escolha ele faria – um gosto de Facebook, ou um novo email na lista? – poderá contar com 99% de respostas a favor da lista.

Por duas grandes razões: um, porque 90% de todos os emails enviados são entregues ao destinatário, enquanto que apenas 4% (estimado) de pessoas na sua audiência de Facebook vêm a sua mensagem.

Em segundo, e este é o pilar do email marketing – o subscritor informou-o, através da subscrição, que tem genuíno interesse em receber as suas mensagens e que espera mais conteúdos vindos de si.

O email é um canal de marketing provado, onde a sua mensagem é, de facto, entregue.

O email aumenta a sua taxa de conversão.

A maior parte dos esforços de marketing é sempre conduzir ao aumento das conversões. Seja qual a definição desta para o seu negócio – mais leads, mais vendas, mais membros, ou outra métrica única ao seu negócio – o objetivo é sempre tornar potenciais clientes em clientes ativos.

E no que toca a converter, o email marketing ainda leva uma vantagem superior a outros canais.

A taxa de clique média em email é por volta dos 3%, enquanto que p.e. no Twitter é de 0.5% – isto significa que as pessoas estão 6x mais propícias a clicar em ligações ao seu site no email, do que na rede social.

E isto é fácil de perceber porquê – se a pessoa por vontade própria quer ouvir de si, então estará muito mais propícia a responder e a reagir às suas mensagens.

Como começar Email Marketing

Fase I: Obter permissão

Nenhuma lista de email marketing foi construída com base na compulsão, logo o primeiro passo na sua estratégia de email marketing é reunir uma lista de tamanho considerável, de pessoas que querem de forma livre, ouvir o que tem para dizer.

Existem muitas formas de conseguir este objetivo. Algumas empresas preferem criar ofertas para incentivar à inscrição, outras oferecem newsletters e atualizações periódicas.

Qual a melhor prática – depende! Mas existe uma regra geral aplicável a ambas – seja claro no no propósito pelo qual pede o contacto de email às pessoas. É aqui que um forte CTA entra em jogo, e o copywriting é super importante.

Eis algumas questões que o visitante tem antes de decidir subscrever à sua lista, as quais poderá colmatar com bom copy:

  • O que recebo por dar-lhe o meu endereço de email?
  • Vai enviar-me SPAM?
  • Quantas vezes me vai mandar e-mails?
  • Irei conseguir descontos?
  • Irei conseguir acessos exclusivos?
  • Vai enviar-me ofertas relevantes ou lixo?

Fase II: Jogar o jogo dos números

O email marketing joga muito com expectativas, e é a empresa/marketer que as deve definir. Se as definir corretamente e depois cumprir com elas, está a conduzir uma boa campanha. No entanto, se prometeu enviar emails semanalmente e os manda diariamente, está prestes a falhar. E ao contrário também – se prometeu emails diários e envia um por mês, está prestes a falhar!

É aqui que as respostas automáticas entram em jogo. Após a inscrição de alguém na sua newsletter, é altamente favorável a pessoa receber um email logo de seguida, com informação sobre o que planeia fazer de ali em diante. É preferível estender-se um pouco mais, do que deixar informações de fora, mas se conseguir ser direto e informativo, tanto melhor.

A personalização e segmentação são também dois aspetos importantes no email marketing, no que toca às vendas via email. Por exemplo, enviar produtos recomendados com base nas compras anteriores que o cliente realizou, aumenta em muito a probabilidade da pessoa comprar novamente ao ver produtos relacionados ou sugestões personalizadas, do que produtos aleatórios.

Fase III: Segmentação e Análise

No que toca a email marketing, como parte do ecossistema de marketing digital, a analítica é obviamente um ponto muito importante. Existe todo o tipo de métricas, cada uma com a sua relevância, mas para começar irá requer prestar especial atenção a: Open Rate (Taxa de Abertura) Click through rate (CTR, taxa de cliques) e cancelamento de subscrições (unsubscribes).

A taxa de abertura vai-lhe dizer o quão bem-sucedido foi em construir a sua relação. A CTR vai-lhe dizer se a sua mensagem está segmentada e direcionada o suficiente, e o cancelamento de subscrições, comparado com a taxa de opt-ins (inscrições, subscrições), se estiver alto, então terá que pensar outra abordagem para os seus esforços de email marketing.

Dicas de Email Marketing

  • Construa a sua lista. Comprar listas nem sequer entra no universo de email marketing. O que quer é construir uma lista genuína de pessoas envolvidas no seu negócio e marca, que esperam ouvir de ouvir.
  • Adira às regras de CAN-SPAM. Diferentes países possuem diferentes leis judiciais no que toca ao envio de email SPAM, mas aderir às melhores práticas para evitar este tipo de situações é a melhor forma de abordar email marketing.
  • Não envie só emails promocionais. Use a sua lista (ou listas) para criar valor ao seus clientes, e não envie só emails de venda. Responda a questões comuns, partilhe o seu expertise e no fundo, construa uma relação que informa as pessoas da sua empresa enquanto constrói confiança e proximidade. O email marketing é assim também um motor de fidelização.
  • Trate bem a sua lista. As pessoas confiaram em si os seus contactos – trate-os com respeito.
  • Siga um calendário. Consistem e entrega do prometido, como já referido, é muito importante. Para se organizar, se está a trabalhar em conteúdos, organize no seu calendário as comunicações que fará via email. Manter documentos com tópicos, datas de envio, horas, bem como métricas, irá ajudá-lo a potenciar resultados e a não se dispersar nos esforços de email marketing.